Sou da duvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por está terra... honrando sua tradição!"


sexta-feira, 14 de abril de 2017

Fascínio - Jamais nos esqueceremos Do tempo ali parado... Fascinado!

















Fascínio

Queria parar o tempo e só... só te amar!
Queria esquecer de tudo, desacelerar o mundo
E lembrar apenas, que eu te amo,
... e do quanto te amo...

Mas as horas não param, esta correria insana
Que, para o dia-a-dia nos chama,
Proclamando nosso destino,
Ditando nosso caminho...

Meu mundo só é perfeito
Quando deito no teu peito,
O tempo ali por segundos jaz paralisado,
Fascinado pelo amor, entorpecido de desejo...

Eu sei, que na correria da vida
Podemos até nos perdermos,
Mas jamais, jamais nos esqueceremos
Do tempo ali parado... Fascinado!

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Frases gaúchas - Semana Farroupilha



"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção 
o amor por está terra... honrando sua tradição!"

Em cada “eu sou gaúcho” ecoa em liberdade...
 Gaúcho nasceu para ser livre, não há quem o faça escravo!



Nas noites frias do inverno, arde o fogo, ceva um mate,

Prosa boa, água chiando... vai o minuano galopando.



Nos pagos do meu Rio Grande na terra onde nasci,
Trago comigo alegria dos meus tempos de guria.



A linda mulher gaúcha das pedras é o diamante, da espada é o aço,
da água o ribeirão... da terra é a semente que germina este chão!


Sopra vento minuano invade minha tapera, areja meu coração...

Traga-me novos ares de emoção.



Traga consigo vento amigo o sopro de uma paixão
germine esta terra... reviva meu coração.



Quando o Rio Grande amanhece nasce também a poesia,
Nos pampas do meu Rio Grande tem quem recite um gigante.





terça-feira, 11 de abril de 2017

INSEGURANÇA o câncer da sociedade atual!






Justiça

Passos apressados, olhos assustados
Mãos cerradas... insegurança declarada,
Para todos os lados pessoas em pânico,
O medo se instala... E tudo é assustador!
Olho em volta, não vejo nada,
Mas... está lá... invisível,
Espreitando em uma esquina,
Só a espera de mais uma vítima
Que indefesa clama Por proteção,
E seus gritos ecoam Entre a multidão,

Justiça... justiça!

Mistreatment - Maus-tratos diga não a violência



Maus-tratos


Não permita que a ira seja arma contra alguém,
Não dá pra ficar calado, se fingir de Zé ninguém!?
Animal ou ser humano, criança, jovem ou idoso... 
Maus-tratos é um ato monstruoso, 
Não permita que a crueldade de alma sem coração
Seja desferida e fique sem punição,
A agressão tanto física quanto verbal
É agressão e ambas causam muito mal!
Se a vítima é incapaz de se defender
Todos nós temos que lhe socorrer,
Não se permita ser indulgente, pare e pense!
Quem maltrata também pode estar doente,
Mas, a vítima, é sim o inocente!



Maus-tratos a idoso, criança e adolescente disque 100
violência contra a mulher disque 180
Maus-tratos a animais ligue 181

sexta-feira, 24 de março de 2017

To live...




Viver...


Quem nunca quis morrer
Não sabe o que é viver,
Não sabe que viver
É abrir os braços e ousar voar,
É ir do céu ao mar...
É naufragar em um amor

E por outro se salvar!...


domingo, 12 de fevereiro de 2017

Compartilhe este amor, contagie o mundo com o seu bem querer, e bem viva, quem souber te valorizar que desfrute de você...

            


            A lição mais difícil de aprender é também, talvez a mais importante, amar a si em primeiro lugar, e só depois, amar quem souber nos valorizar!...

            As pessoas entram em nossa vida, algumas nos surpreendem outras nos decepcionam, mas o respeito que merecemos somos nós que nos damos, não os outros e ter consciência disso faz toda a diferença... elas são visitas em nossa vida, bem vindas, porem visitas, quando elas partem, e sim algumas partem, ficamos nós em nossa companhia, é o seu eu que nunca te abandona, então ame-se por tudo o que és e perdoe-se por tudo o que não conseguiste ser, afinal ninguém é perfeito, faça o seu melhor, seja feliz por você e compartilhe a sua alegria com os outros, ame-se... quando amamos a nós mesmos, quando aprendemos a perdoar nossas falhas a respeitar nossas qualidades, quando nos aceitamos completamente ai, e só ai, aprendemos realmente a amar.

        Compartilhe este amor, contagie o mundo com o seu bem querer, e bem viva, quem souber te valorizar que desfrute de você, quem não souber vai partir...  pode até levar a alegria por um tempo, mas não permita que leve o respeito que você deve a si mesmo, porque a alegria é luz que se acende novamente, já o respeito e o amor próprio são o combustível que  ilumina nossa alma.


... não permita-se viver no escuro, ilumine-se!


sábado, 11 de fevereiro de 2017

No vai e vem das águas


No vai e vem das águas

O silencio que antecede o afogamento,
... a falta do ar, o desespero da naufraga ferida,
Novamente em processo de cura, em busca de salvação...
Tem no olhar o horizonte, e em Deus a sua ponte...
Peregrina regressa a praia de vestes surradas...
De retalhos remendados... de desculpas costuradas,
Na face, trás um sorriso meio sem jeito,
Nas mãos, apenas areia do tempo...
No olhar um facho de luz, um Q de esperança
Herança da menina que em poesia se fez manter,
Que escreve na areia, a cada vez que onda apaga...
Que sibila antigas canções com  harmonia e poesia,
No espelho das águas que passam sob a ponte da vida
É possível, ver ali a menina refletida...
Rabiscando na areia, fragmentos de poesia,
... montando quebra cabeça de emoção!
No vai e vem das águas que banham as areias
Há quem consiga escutar a canção sussurrada,
Ali, sob a bruma branca do tempo, sibila meio distraída
A poesia na areia rabiscada... e jaz mais uma vez apagada.



quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Chuva na Vidraça




Chuva na vidraça

Volto no tempo...
Por um momento revivo nosso amor,
Por um instante penso te ver,
Mas não é real... É só recordação,
Lembranças do coração...
Foram tantas distrações,
Tantas discussões,
E nos perdemos, tu e eu...
Deves estar por ai, assim como eu,
Olhando a chuva na vidraça,
Em um mundo que perdeu a graça.