Sou da duvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por está terra... honrando sua tradição!"


quinta-feira, 11 de março de 2010















Esperança

Eu sou o sorriso sinero,
Sou o medo na solidão,
Sou a dúvida sussurada
E a resposta encontrada
Na mesma estrada,
Sou aluz na escuridão
A ternura no coração,
Sou o sorriso da criança,
Eu sou... a própria esperança!

Um comentário:

  1. Oi amiga,em poucas palavras disse tudo...
    Maravilhosa,linda poesia!!!!
    bjssssss de sua fã.
    Pegue seu selo em meu blog!!!!!

    ResponderExcluir