Sou da duvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por está terra... honrando sua tradição!"


terça-feira, 22 de junho de 2010



















Vaguei

Beijei tua boca...
Provei tua alma...
Vaguei no teu corpo
-Sonhei-

Despertei incompleta, inquieta...
Descuidada, não sei se perdi
Ou fui roubada,

Em algum momento
Na delícia do teu beijo
Perdi meu coração...

Beije-me, beije-me...
Mergulhe em minha alma
Devolva meu coração

Beije-me, beije-me...
Se não devolver o meu
Doe-me o teu!



5 comentários:

  1. Que seus poemas sempre sejam um sopro de ar puro, para se multiplicarem em todos os ambientes!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi, irmã! Estive visitando seu blog. Está muito bonito, parabéns! Beijos no coração.

    ResponderExcluir
  3. Oi, tia! Parabéns pelo blog. Saudades! Beijão.

    ResponderExcluir
  4. Saudades amiga!!!!
    Amei seu poema...
    Como sempre escrevendo com alma e encanto!!!
    Beijinhossssssss
    Sua fã!!!

    ResponderExcluir
  5. É com muita honra e carinho que deixo aqui meu comentário, é comentar seus poemas é honra mesmo. Pois a forma com qual você domina os verso e os fazem com sabedoria e amor encantar os leitores.Vaguei ..... vaguei em seu poema eu descobri o doce do meu amor, pois lembrei do exato momento que me apoixonei pela minha amada. Seu poema eclama a alma dos enamorados. Parabéns!

    ResponderExcluir