Sou da duvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por está terra... honrando sua tradição!"


terça-feira, 9 de novembro de 2010

BULLYING

BULLYING NEM PENSAR!


















BULLYING

A palavra mal empenhada
É navalha de castração
Lamina afiada
Que retalha sem perdão,

Ferida feita sem sangue
Não cura nem cicatriza,
A marca fica na alma
Ferida para toda a vida,

Nazismo no anonimato
Criminoso sem punição,
Nem percebe que de fato
Machucou um coração,

Quem empenha a palavra
Como se fosse faca
Fere, mutila e até mata,

A marca e permanente
O sofrimento é frequente
Mas é a alma quem fica doente!


Poesia livro/2009 Inoema Nunes Jahnke
Imagens banco de imagens dominio publico

4 comentários:

  1. Perfeita são tuas palavras, mais uma vez defendendo uma causa justa, parabéns por mais esta linda poesia!

    ResponderExcluir
  2. Bullying é tortura que ocorre em numero bem maore que podemos imaginar, nas escolas a pratica é mais frequente, mas devemos ficar alertas os danos a saude mental muitas vezes são inreverciveis. Poesia e informação juntas sempre encontro aqui, você realmente esta de parabéns minha querida!

    ResponderExcluir
  3. Olá poetisa;
    Sou professora da rede publica de educação, em nome de todas as crianças que sofrem com está pratica brutal(são milhares) agradeço tua poesia. O bullying hoje é praticado em todos os circulos da sociedade, as vezes a tortura é sofrida dentro de casa, é ai que o dano é mais profundo, indicarei teu blog a meus alunos é um bela fonte de leitura, parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Impressionante o jogo de palavras que você faz para explicar e "diagnosticar" um problema como esse.
    Parabéns

    ResponderExcluir