Sou da duvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por está terra... honrando sua tradição!"


segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Queima minha pele, marca minha alma, tira minha calma...





Jóia rara

Sol de desejos
Lascivos, carnal
Que me faz tanto mal,

Queima minha pele
Marca minha alma
Tira minha calma...

Duas gemas de brilho raro
Questionam minha razão,
Alucinam meu coração,

Quando me vejo nos teus olhos
Refletida, projetada na retina do teu olho
Fico assim encantada... fascinada!

3 comentários:

  1. Fazendo minhas tuas palavras, "Quando vejo nos meus olhos refletida tua poesia, projetada na retina do meu olho a tua emoção; fico assim encantada... fascinada!

    ResponderExcluir
  2. Quando leio-te fico saudoso da grande poeta Florbela, entre tuas ao mesmo tempo doces e profundas palavras, a emoção é similar a capacidade do ser poeta, parabéns poeta Inoema Jahnke.

    DE Francisco Manoel dos Santos.

    ResponderExcluir
  3. Como sempre, o amor se encontra aqui! Belos versos, doce desejo, paixão sublime. E assim Inoema se expressa mais uma vez. Lindo minha Amiga!

    ResponderExcluir