Sou da duvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por está terra... honrando sua tradição!"


quarta-feira, 14 de março de 2012





















Disseram-me

...disseram-me para não sonhar que sonhos são nuvens que embaçam a visão e atrapalham o entendimento, disseram-me pra não amar que o amor é a distração da razão a perda da concentração.

E eu, eu não disse nada;

...mostraram-me que sonho pode tornar-se pesadelo, 
que o amor nem sempre é perfume e os espinhos sabem machucar.

E eu, eu aprendi a rezar antes de dormir,

... mas sobre o amor nada puderam me ensinar, pois eles se quer sabiam o que é amar!

12 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns adorei o livro é eclético poeticamente, se preconceitos excelente! Beijos de luz!

    ResponderExcluir
  3. Ah ! Como é bom ler seus textos minha amiga Inoema, sua sabedoria e bela por natureza!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mauro agradeço o carinho, teus comentários são um grande incentivo beijos no teu coração meu querido amigo!

      Excluir
  4. Prezado(a) amigo(a),

    gostaria de convidá-lo(a) para visitar o blog http://poetasdemarte.blogspot.com, na coluna Haicais de Domingo.
    A entrevista de hoje é com Regina Regazzi.

    Obrigado e Muita paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Visito sempre com todo o prazer! Nos vemos por lá!!!

      Excluir
  5. Olá Inoema

    Bela poesia. "Ah! o amor... Haja caracteres para descrevê-lo."

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obriga meu amigo, tuas visitas são sempre bem vindas, beijos!

      Excluir
  6. Disseram-me; não sei bem como, mas aa tuas poesias tem uma linha direta para com o meu coração!

    ResponderExcluir