Sou da duvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por está terra... honrando sua tradição!"


terça-feira, 24 de julho de 2012

Corrente elétrica disseminando emoção em um beijo...





Relâmpago na janela

Na vida a portas que mesmo fechadas,
ainda balançam com o vento...
Existem janelas, passagens eletrizadas
onde o tempo é refém da emoção...

Há gavetas abarrotadas de lembranças,
 ... onde só o importante é guardado,

Há momentos onde fechamos as portas,
trancamos as janelas e lacramos as gavetas
Mas, basta um relâmpago na janela,
Para o vento entrar pela porta

... e a chuva inundar as gavetas!

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigado pela visita, seus comentários são sempre muito bem vindos!

      Excluir
  2. Inoema,lindas e verdadeiras palavras, a vida é justamente assim... e nada está definitivamente acabado, tudo uma vez vivido deixa sua pequena ou grande marca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vejo que partilhamos da mesma linha de pensamentos, continue me visitando e compartilhe com meus leitores a tua opinião!

      Excluir