Sou da duvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por está terra... honrando sua tradição!"


quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Reticências...

Reticências

Sou reticências em folha pousada...,
Poesia inacabada há muito a escrever;
Sou reticências declarando a emoção
Nem duvida... nem esquecimento,
Mas... um ai... que escapa no tempo!...


“ Sou da duvida a pergunta não a resposta... e isso, por si só me basta,
não sou um ponto de interrogação, mas... uma pausa no tempo
onde as reticências recitam poesia...”

3 comentários:

  1. Parabéns mais uma vez muito linda!

    ResponderExcluir
  2. Oi Inoema...
    impossível não ousar te vasculhar nas reticências...

    "Sou da duvida a pergunta, não a resposta...
    e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação?
    Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia..."

    Reticências que se traduzem em sublime poesia, o tempo comporia...
    interrogante curiosidade, saudosa pergunta por ti: onde estás então?
    a resposta está na pergunta, na tua alma, em prosa e verso composta

    ousadamente..
    Pedro.

    ResponderExcluir