Sou da duvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por está terra... honrando sua tradição!"


terça-feira, 23 de setembro de 2014

Diga não ao BULLYING promova a igualdade...




Você tem que saber que na vida não existe só o que os nossos olhos contemplam, por vezes o nosso certo pode ser o errado do outro, assim como o certo dele pode ser o nosso errado, o que é bom pra você pode não ser bom pra mim, e certamente a recíproca neste caso é verdadeira; temos que ter algo a mais para nos guiar, do contrario seremos gladiadores a nos digladiarmos vida a fora, temos que crer no certo e no errado e acredite na maioria das vezes todos nós estamos errados, dependendo do ponto de vista, do ângulo de visão tudo pode mudar, apenas o que não muda é o fato de que o nosso juiz é a nossa consciência e que a maldade nunca nos aproxima do bem; já disse um grande sábio “não desejes ao próximo o que não desejarias a você”  ai o maior exemplo da lei do retorno, tudo que vai volta, um exemplo a se pensar quando nossa calma e testada é o fato de que se em uma discussão ofensas forem proferidas, agressões forem lançadas, igualmente serão recebidas, já fica difícil discutir com alguém que se mantém sereno, só restando então debater a questão.
Temos diretrizes que nos foram dadas de certo e errado, lados que nos foram mostrados caminho do bem e caminho do mal, mocinho e bandido, Deus e o diabo, céu e inferno, os nomes são muitos, mas todos se resumem em bondade e maldade, todo o ato quando praticado regido pela bondade em busca da melhor opção, quando praticado na certeza de que era o melhor a fazer, trará paz de espírito a quem o pratica.
Se algo fica incomodado, tirando o sono é porque deve ser repensado, toda a inquietude merece uma nova avaliação, e se for o caso pedir perdão, perdoar e ser perdoado é lavar o próprio coração, quem não é capaz de perdoar alguém que está realmente arrependido, quem se nega a dar paz a uma alma atormentada destrói uma ponte por onde em algum momento da vida, certamente precisara cruzar.
Muitas vezes no dia a dia usamos de crueldade com as palavras, acreditando que o outro por sua vez tem que entender que não estamos em um dia bom, temos que lembrar que as palavras não morrem ao sair pela boca, ao contrario elas torturam em quanto vivas na memória, se não tem algo bom a dizer é mais prudente se calar, uma palavra dita não pode ser apagada como a palavra escrita, ela ganha vida própria e vive pelo tempo que a memória recordar, por isso para cada palavra “maldita” que for proferida será preciso dez palavras “bem ditas” em alto e bom tom para que não só os ouvidos escutem, mas também o coração.
Se muitas pessoas dizem a mesma coisa é bem provável que se torne verdade a quem a escuta, por isso tome cuidado com o que você fala, com as ideias que você apoia; todo e qualquer ato de discriminação é sempre crueldade, Deus nós deu na diferença a maior prova de amor, ninguém pode ser igual a Deus então todos somos diferentes e na diferença é que consiste a condição de filhos de Deus, desrespeitar isso é ofensa proferida a Deus o criador de todos nós, não cabe a nós questionar a criação de Deus e sim aceitarmos que todos somos iguais perante Deus, cada um nasce e vive pela mão do nosso criador.

                                                     [ ...] Porque as vezes só saber não é o suficiente.



BULLYING

A palavra mal empenhada
É navalha de castração
Lamina afiada
Que retalha sem perdão,

Ferida feita sem sangue
Não cura nem cicatriza,
A marca fica na alma
Ferida para toda a vida,

Nazismo no anonimato
Criminoso sem punição,
Nem percebe que de fato
Machucou um coração,

Quem empenha a palavra 
Como se fosse faca 
Fere, mutila e até mata,

A marca e permanente
O sofrimento é frequente
Mas é a alma quem fica doente!



"Você tem o direito de não gostar, mas o dever de respeitar!"


... na janela a lua insiste em me lembrar que basta ela dormir para o sol a vistar...



Preste atenção aos sussurros que invadem teu sono...
Que por vezes beijam teus pensamentos, despertando teus sonhos;
Entenda que o amor é um canal de energia vertente,
 Uma ligação cósmica que independe estar junto
                                                                 ... para se fazer presente.

... corrente de energia, percorre todo o meu ser
na janela a lua na ausência do sol parece se questionar
talvez ela, a lua não consiga entender,
 mas o sol sempre vem lhe aquecer
                                                      ... a cada adormecer.







quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Semana da Pátria no Câmpus Panambi - Poesia - Pátria amada -



Hora Cívica marca a Semana da Pátria no Câmpus Panambi  

           
Na última sexta (05), aconteceu, no Câmpus Panambi, a Hora Cívica em comemoração à Semana da Pátria. Participaram do evento alunos, servidores, além de algumas autoridades, como o Sr. Alessandro Callai Bazzan, Diretor de Ensino do Câmpus Panambi, Padre Gelson Weiss, representantes da Prefeitura de Panambi, da Secretaria Municipal de Educação e Cultura - SMEC, Sr. Marcos Frischer e Sra. Miriam Bechert Wendmoller, alunos, servidores e professores.

A atividade foi desenvolvida no Hall de entrada do câmpus. O Sr. Alessandro Bazzan , Diretor de Ensino do Câmpus Panambi, fez uma saudação inicial aos presentes. Após, a aluna Josiane Camargo, que cursa o 6° semestre do Curso de Sistemas para Internet, apresentou a   poesia "Pátria Amada" de autoria de Inoema Nunes Jahnke.


Publicado: 09/09/2014
Fonte: Câmpus Panambi




quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Deus é gaúcho - Homenagem a semana Farroupilha!




Deus é gaúcho


Nos pampas do Rio Grande na terra onde eu nasci
Sopra o vento minuano arteiro igual guri...
Faz reboliço onde passa e de fato nem disfarça
Que gosta mesmo é daqui...
Há quem olhe e se encante com o bailado das folhas
Que meio a contento são cabrestiadas pelo vento...
Oh! Minuano aguerrido quando me pego distraído
Viajo na tua garupa a onde a vista alcançar...
Sei que é aqui na minha querência amada
Que um dia vou repousar...         

Fronteira, missões ou serra... no pampa ou na capital
Não há sequer um vivente que não gabe faceiro
O orgulho da nossa gente da campanha ao litoral,
Gaúcho não é orelhano, sabem bem onde nasceu
Por mais que campeie o mundo a fora,
Há apenas um lugar que o gaúcho chama de seu,
Onde o vento de rédea solta a reveria do tempo
Pastoreia os campos... dança com as árvores,
Feito cantiga sibilada no compasso do criador
Há quem olhe e pense Deus é gaúcho, sim senhor!



Galopa minuano - Semana Farroupilha











Galopa minuano

Nos pagos do meu Rio Grande
Na terra onde nasci,
Trago comigo alegria
Dos meus tempos de guria.

Cevo um mate bem quente
Monto meu pingo malhado,
E galopo pelos pampas
Do meu rincão amado.

Nesta terra de gigantes
Orgulho e coisa constante,
Orgulho da nossa historia
Orgulho! De sua gloria!

Terra de bravos guerreiros
De heroicos brasileiros,
Terra de povo Bueno
Amigo e hospitaleiro.

És sem duvida um gigante
Meu amado, querido Rio Grande!

De alma e coração
Ressaltamos tua história
Respeitamos nosso chão
Honrando nossa tradição.

Nas noites frias do inverno,
Arde o fogo, ceva um mate,
Prosa boa, água chiando...
Vai o minuano galopando.