Sou da duvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por está terra... honrando sua tradição!"


quinta-feira, 18 de junho de 2015

Obra do criador - * Há quem olhe e pense Deus é gaúcho, sim senhor! *



















Obra do criador


Nos pampas do Rio Grande, na terra onde eu nasci
Sopra o vento minuano arteiro igual guri...
Faz reboliço onde passa e de fato nem disfarça
Que gosta mesmo é daqui...
Há quem olhe e se encante com o bailado das folhas
Que meio a contento são cabresteadas pelo vento...
Oh! Minuano aguerrido quando me pego distraído
Viajo na tua garupa a onde a vista alcançar...
Sei que é aqui na minha querência amada
Que um dia vou repousar...

Na fronteira, missões ou serra...no pampa ou na capital
Não há sequer um vivente que não gabe contente
O orgulho da nossa gente da campanha ao litoral,
Gaúcho não é orelhano, sabem bem onde nasceu
Por mais que campeie o mundo a fora,
Há apenas um lugar que o gaúcho chama de seu,
Onde o vento de rédia solta a reveria do tempo
Pastoreia os campos, afeita as arvores...
Feito cantiga sibilada no compasso do criador

Há quem olhe e pense... Deus é gaúcho, sim senhor!