Sou da duvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por está terra... honrando sua tradição!"


quarta-feira, 3 de junho de 2015

Vidraça molhada



Vidraça molhada

Cai o pingo na vidraça, bate querendo entrar
A vidraça já cansada de ouvi-lo reclamar
Olha o pingo molhado na sua fase rolar.

Insiste o pingo mais forte, bate e bate em vão
A vidraça não se incomoda com sua sofreguidão,
Deixa rolar os pingos que lhe embaçam a visão.


10 comentários:

  1. Perfeitamente linda amiga poetisa, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heatcliff? hehehehe....me lembrou Morro dos Ventos Uivantes!
      Lindo poema, quando Catherine batia como espectro, ou simplesmente era fruto do devaneio de Heatcliff, que refutava sua morte.
      Ok, soei meio funesto no comentário, mas a indiferença da vidraça "embaçada", automaticamente me fez remeter a esta linda história!
      Perfeito, Inoema!

      Excluir
    2. Olá Fernando kkkk fiz um quadro agora na minha imaginação substituindo a lágrima por Catherine kkkk, Adoro comentários inteligentes que me fazem devagar... a mente é uma terra fértil e a inspiração é grata por ser instigada. Seja sempre bem vindo, comentários elogiosos ou críticos são super bem vindos é como sempre digo não há inspiração sem retorno de emoção. Grande Abraço.

      Excluir
    3. Nesse caso, a recíproca é mais que verdadeira.
      Divagar, literalmente...este poema me fez viajar em distâncias imensuráveis, distâncias que transcendam toda terrena e fronteiriça barreira, DISTÂNCIAS INFINITAS DA MENTE! :)
      Grande abraço, ilustre escritora.
      Elevada estima e admiração por você!

      Por: Fernando.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Quanta sutileza nos silêncios, no caminho percorrido do pingo...
    Me agrada muito a capacidade reflexiva da tua poesia inquieta, me vejo mais uma vez encantado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ... e eu mais uma vez agradecida meu amigo!

      Excluir
  4. Os comentário que antecedem o meu são dignos de tão bela poesia, quero te fazer um convite venha participar do encontro de poetas, e recite algumas de tuas doces e inteligentes poesias. abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maicom, saiba que vontade não me falta, porém o tempo já não me é tão favorável, seria um prazer estar em companhias tão ilustres, sua e de tantos outros poetas talentosos, mas agradeço o convite, vou estudar com carinho. Grande abraço!

      Excluir