Sou da dúvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por esta terra... honrando sua tradição!"


domingo, 19 de junho de 2016

Cerca de madeira. Contida em seu jardim, a alma dentro de mim...











Corpo e alma

Sou como um belo jardim de flores do campo
Cercado por uma bela cerca de madeira
Toda pintada de branco...

No jardim à vida tem razão pra existir
Pra alegrar os olhos de quem o refletir,
Das margaridas o perfume, impossível confundir
Que mesmo longe dali é capaz de se sentir.

A cerca é a moldura de paisagem tão serena
Contida em seu jardim...
A alma dentro de mim.

Um dia, toda amadeira perecerá
Por mais cuidado que se tenha
Por melhor que seja a lenha,
Um dia se extinguirá.

O jardim não mais contido
Pela cerca de madeira,
Lançará ao vento seu pólen
Fecundará outra terra,
-Viverá em outro jardim-

A moldura será outra
Branca, amarela, vermelha
Outra, bela cerca de madeira!

Que emoldura o jardim
Que hoje...
Desabrocha dentro de mim!


Imagem fonte e creditos:
http://www.papeldeparede.omelhordaweb.com.br/


quarta-feira, 15 de junho de 2016

Caminho inverso



Caminho inverso

Sabe quando o tempo não apaga a cor,
Quando os anos passam e o perfume continua...
E nos damos conta que a paisagem não mudou tanto assim...

Sabe quando observamos a estrada e reconhecemos o caminho
Quando as pegadas encontradas na estrada se encaixam aos pés,
E nos vemos como um peregrino que retorna e refaz o caminho.

Quando a vida se torna caminho inverso
O mesmo andarilho a mesma estrada as mesmas pegadas
Não traz nos pés apenas poeira da estrada...


Traz a lição aprendida, de quem compartilhou a vida!



sábado, 11 de junho de 2016

Para ser inteiro, um ser completo é preciso antes aprender a dividir, dou-se, seja metade de algo maior, só assim a vida realmente vale o respirar!




Aprendendo a viver...


Com a vida aprendi que cinquenta por cento
 já tá muito bom, que cem por cento e exagero,
Aprendi que a perfeição não existe,
e isso, é o belo da vida...
Aprendi que ser metade é bom,
e completar-se é divino.
Aprendi, que não a mal que dure pra sempre,
mas isso não impede a dor...
Aprendi que desistir não é solução, mas opção...
Que o corpo não é carregado pelos pés cansados,
mas sim, pela esperança na estrada...
Que boas ou ruins, as escolhas nem sempre são nossas,
 e cabe a nós aceitarmos.
Que sim, o tempo deixar marcas no corpo...
Porém, é a vida quem deixa eternas marcas no tempo!



“Seja a metade que completa, porque ser inteiro é justamente,

valorizar as metades de um 'ser completo'.”