Sou da dúvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por esta terra... honrando sua tradição!"


quarta-feira, 22 de maio de 2013

Suspiro











Suspiro

Suspira minha alma
Um suspiro profundo
Desconheço a razão
Deste desabafo sentido.

Suspira minha alma
Talvez sentida comigo
Assim do nada...suspira calada,

Mais um suspiro...
Uma inquietude no peito
Que assusta...

Será que estou respirando
O coração batendo,
Será que estou vivendo?...

Senhora lágrima


 
 
 
Senhora lágrima
 
Pensas que sou fraca?
Que não posso te enfrentar,
Que não consigo te vencer...
Que se quer sou capaz de te conter?...
Se resisto, e aqui permaneço,
Não é por medo ou covardia,
É por amar a noite...
Mas, desejar ainda mais o dia.
 


 

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Dia das mães - Poesia Mãe.



 

Homenagem ao dia das mães...

             















Mãe!
Você que me esperou com tanto carinho
Deu-me colo...foi meu ninho,
Você que passou noites em claro
Acalmando meu choro,
E mesmo assim sorria pra mim.

É mãe, eu lembro!...
Lembro das tuas mãos segurando as minhas
Me ensinado a caminhar dando-me proteção,
Lembro dos teus olhares de repreensão
Que acariciavam, mesmo quando diziam... não!
Lembro do teu carrinho, do teu calor...
És minha mãe, meu eterno amor!
Contigo aprendi a ter fé, aprendi a perdoar...
Com você mãe eu aprendi a amar!


"Mãe graças a ti eu nasci e pode mãe também me tornar, em seus netos perpetuei a vida que um dia deste a mim, e eles darão seus frutos e de seus frutos mais vidas virão nesta maravilhosa corrente de amor e gratidão,
dos filhos dos filhos que virão.!"
Feliz dia das mães!


Mais poesias para a sua mamãe click 

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Perigo Virtual, um alerta aos pais!



 
 
 
 
 
 
 
 
Perigo virtual
 
Menina tão recatada de casa não saia sozinha
Sempre a filha a mãe trazia em sua companhia,
Quem poderia dizer que o mau havia se instalado
Na escrivaninha do quarto, com nome disfarçado.
 
- Já combinei com meu pai, ele vai te buscar na escola...
depois me pega na natação, vamos pra tua casa vamos brincar de montão!
 
Ultima mensagem teclada, olha a mãe desesperada!


 

Assim contou-me a bicharada... Poesia para crianças!



















Assim contou-me a bicharada...

Um sapo morreu afogado, que descuido, que absurdo
Comentava a bicharada, como pode acontecer,
De um sapo, morrer afogado, quem poderia dizer
O sapinho apaixonado que coaxava sem parar
De tanto coaxar esqueceu-se de nadar.
                                              
Assim, contou-me a bicharada,
Um caso que aconteceu
Um sapinho suicida
Que o amor acometeu!