Sou da dúvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por esta terra... honrando sua tradição!"


quinta-feira, 9 de maio de 2013

Assim contou-me a bicharada... Poesia para crianças!



















Assim contou-me a bicharada...

Um sapo morreu afogado, que descuido, que absurdo
Comentava a bicharada, como pode acontecer,
De um sapo, morrer afogado, quem poderia dizer
O sapinho apaixonado que coaxava sem parar
De tanto coaxar esqueceu-se de nadar.
                                              
Assim, contou-me a bicharada,
Um caso que aconteceu
Um sapinho suicida
Que o amor acometeu!