Sou da dúvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por esta terra... honrando sua tradição!"


terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Areias da salvação.
























Areis da salvação

Senti o peso do mundo - e como era pesado -
O mundo que eu construí, na presença do passado.

Senti as pedras nas costas, senti o fogo nos pés
Então obtive a resposta, naquilo que era a fé.

Nem tudo que eu carregava, de fato era pesado,
E nem era o fogo que me queimaram os sapatos.

Senti o peso aliviar e o fogo diminuir
Assim que a minha ira consegui reprimir.

Dei mais atenção às costas e menos valor ao peso
E percebi que o fogo, não queimará meus dedos,
Apenas me mostrará a andar e pisar direito.

A fé foi restaurada, refeita em sua glória,
E mudou, pra sempre, toda a minha história.

Agora sou mais atenta, meus pés tocam o chão...
Tenho nas mãos controlado... o fogo da imensidão,
Meus pés pisam com força - nas areias da salvação -.