Sou da dúvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por esta terra... honrando sua tradição!"


terça-feira, 12 de março de 2013

Todos um dia enfrentam o seu maior oponente.



 Tantas vezes no decorrer da vida vamos nos perdendo no caminho, nos esquecendo aos pouquinhos..., ás vezes nem percebemos que nos ferimos, apenas levantamos e seguimos sem dar valor à pedra, culpamos a vida esquecendo que não é ela quem nos conduz; ás vezes adquirimos o hábito de nos negligenciar e acreditamos que abrir mão faz parte da vida e sufocamos sonhos, descartamos alegrias; quando não prestamos atenção em nós por um longo tempo, acabamos por esquecer quem realmente somos,  o que realmente queremos, ai, e só ai a vida na contramão do destino nos faz dobrar uma esquina e esbarrar com nós mesmo, de repente a sombra não está mais a nossos pés, mas em pé a nossa frente e ai, não dá pra desviar, não adianta pedir licença, o único jeito de passar é através, é penetrando na nossa escuridão;  não, não é só dar um passo a frente é preciso coragem para nos olhar nos olhos, tudo o que deixamos na sombra, tudo que ficou escondido, o que não foi resolvido, o que não foi dito, os sonhos abandonados, os machucados aos quais não demos atenção..., tudo está ali ecoando afrontando a razão, assombrando o coração; nem todo mundo consegue dar este passo, alguns simplesmente param de caminhar e se quer percebem que a vida estagnou, outros tentam argumentar consigo mesmo, impor a sua falsa verdade, tentam enganar a realidade, estes vagam anos na escuridão vivendo sempre a sombra de si mesmo, mas há aqueles que diante do inevitável confronto, silenciam as desculpas, escutam os lamentos e questionam a verdade.

“Para se questionar  verdadeiramente, antes 
é preciso silenciar e escutar a si mesmo!”



Palavras, pensamento soltos...