Sou da dúvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por esta terra... honrando sua tradição!"


sábado, 6 de maio de 2017

Poesia Vida adormecida












Vida adormecida

Eu tenho pena de ti que não conhece o amor,
Que sequer sabe o gosto que tem a saudade.
Tenho pena da vida que em ti adormecida
Não consegue florescer...
Eu tenho pena de ti...Que passa a vida sem sentir
A força de uma paixão...sem abrir seu coração.
Ah, eu tenho que te dizer
Que em mim não falta vontade...
Não falta desejo, eu choro, eu amo... eu beijo!
Saudades eu tenho, por que não!?
Às vezes choro...Peço e dou perdão,
Mas vive meu coração.
Cada dia como se fosse o ultimo
E cada noite como se fosse a primeira,
O resto é só o resto blá blá blá de escritor


No final o que realmente conta é o amor!


Nenhum comentário:

Postar um comentário